acompanhar

Google+ Followers

Loading...

BENVINDANÇAS

bem vindo ao tempo em que centopeia era carro de guerreiros/
bem vindo ao castelo do último vampiro associado ao último dos dragões/
bem vindo ao amor do amor amado na chama louca dos compassos sussurrados pelo deus dos relâmpagos clamados/

bem vindo à torre em que o pirata espreita o sono povoado da princesa, sabendo: conto de fadas é armadilha e só o otário espera compreensão/
bem vindo, sobretudo, à terra de uma política tão incorreta, que dizer o que pensa é obrigatório na luta pela vida que mantém a cabeça no pescoço

Total de visualizações de página

Postagens populares

Postagens populares

Follow by Email

Translate

Google+ Badge

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

SONHO de AMORA


Sândalus não vestem doutores
quando muito flamejam favores,
outrora o rádio era voz
nada mais repele em nós

Cavaleiro só abate dama com rosa
em funeral,
mesmo assim,
quem disse não sou o tal?

Fanfúrias heavymetem abretesesamus
no sexo agrário das matanças
e Orpheu preferiu o canto intercorrente
dos castrários

Céu decerto pungente pouco ou demoradamente
turmalimna raios esculpidos
espantados gentios desprovios
góticos porém bandidos

Otários esvaziam as peles almas penduradas nas oitavas de sol
tornam-se bolhas de gás dentuças canys bálicas
canários desafinos
banidos vigários

Aonde entra o Amor? aonde festejo a carne?
eu quero além da bella bunda e do coração cantástico
a alma perolada de auroras
e o teu favor de fêmea sem demora

Quero o mino do teu gozo de sonho de amora
enchendo o cálice do deleite
da minha carne que tudo sabre
eu quero do seu amor o tudo a mais no amor se abre



Licença Creative Commons
SONHO de AMORA de ERIKO ALVYM é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Based on a work at erikoalvym.blogspot.com.