acompanhar

Google+ Followers

Loading...

BENVINDANÇAS

bem vindo ao tempo em que centopeia era carro de guerreiros/
bem vindo ao castelo do último vampiro associado ao último dos dragões/
bem vindo ao amor do amor amado na chama louca dos compassos sussurrados pelo deus dos relâmpagos clamados/

bem vindo à torre em que o pirata espreita o sono povoado da princesa, sabendo: conto de fadas é armadilha e só o otário espera compreensão/
bem vindo, sobretudo, à terra de uma política tão incorreta, que dizer o que pensa é obrigatório na luta pela vida que mantém a cabeça no pescoço

Total de visualizações de página

Postagens populares

Postagens populares

Follow by Email

Translate

Google+ Badge

quinta-feira, 17 de março de 2011

CANÇÃO de NINAR


ao Vinícius

Eu cantei a noite
e a saudade pingou o mar
do universo chorado

Você é a atitude
e a verdade a abrinquedar
do verbo amolecado

Eu estive no horizonte
aonde os planos são farras
do anjo que sopra estrelas céu embora

É hora de brincar, meu filho,
futebol e rap pulam da cartola
riscar a estrada aventura sem demora

Domei a fera - na bússola o coice,
aonde você você estiver
minha alma monta guarda e a solidão foi-se

Eu não inventei o amor, delirante
ou não a canção de ninar
é a zoeira gargalhada no navio pirata

Mas eu conheço a saudade
levo na sombra
a tenda - no sonho a ansiedade