acompanhar

Google+ Followers

Loading...

BENVINDANÇAS

bem vindo ao tempo em que centopeia era carro de guerreiros/
bem vindo ao castelo do último vampiro associado ao último dos dragões/
bem vindo ao amor do amor amado na chama louca dos compassos sussurrados pelo deus dos relâmpagos clamados/

bem vindo à torre em que o pirata espreita o sono povoado da princesa, sabendo: conto de fadas é armadilha e só o otário espera compreensão/
bem vindo, sobretudo, à terra de uma política tão incorreta, que dizer o que pensa é obrigatório na luta pela vida que mantém a cabeça no pescoço

Total de visualizações de página

Postagens populares

Postagens populares

Follow by Email

Translate

Google+ Badge

sexta-feira, 29 de julho de 2011

DANE-SE o SONHO


Eu desço escadas que levam ao fundo das águas,
nas minhas veias raivas mal descontadas afloram
pouco importa o fim do mundo ou do jogo
que é um ser sem desculpas e sem regras
e sem crimes atrás do muro?

Foi-se o tempo da bruxa se apresentar na vassoura,
morreram cachorros e dálias, quem há de chorar
por ídolos drogados se a mesa do jantar
é farta de maldades pré-datadas?
sirvam a serpente: é hora de conceber o desconhecido

Eu pouco ou nada ou nunca sei do quem ou do lá
mortos são lembrados apenas quando é perdido
o nome da rua ou o testamento calou, dane-se o sonho
se a chegada é na rua dos fantasmas,
prefiro a viagem clandestino em caminhão, a ouvir letras caídas

Nunca é o casaco de couro de gafanhoto que uso,
meu olhar é feito de doberman e gasolina batizada,
mesmo assim, deixo no criado mudo a última moeda
do meu vai e vem e o brilho da voz num desenho
esvoaçante que o afazer esquece sem dizer a quem
Licença Creative Commons
DANE-SE o SONHO de ERIKO ALVYM é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Based on a work at erikoalvym.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://sitedepoesias.com/poesias/75060.

terça-feira, 26 de julho de 2011

GUARDANAPOS



Carrego guardanapos rabiscados de poemas,
e um sustenido insistido pelo trema,
numa solidão assistente do sorriso
escapado por que nunca foi p'ra mim

Já não me importa serenata nem dilema,
eu aqui sou o que teima
meu Amor é todo seu, insisto,
mas quem disse que o nariz eu arrebito?

De qualquer forma a memória não é de queima,
teu retrato me mostra a fêmea
cujo Amor quero só meu porque sou quisto
em mundos tão sombrios, que de luneta tudo visto

é a noite clara de um luar que é só o tema,
não sou artista nem sei escrever a pena,
meu canto é baixo pois meu sonho é esquecido,
mas conheço o mapa pelo tudo que foi dito

o meu Amor é teu genoma
e o teu sexo a minha soma
quero só fogo porque vivo ao teu lado
canções que pintam o jardim aquarelado

aonde o anjo é só uma pedra
da lágrima que secou


Licença Creative Commons
SERENATA nem DILEMA de ERIKO ALVYM é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Based on a work at erikoalvym.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.poemasdeamor.com.br/poemas/poema.aspx?id=51876.

domingo, 24 de julho de 2011

MEU CORAÇÃO É uma ESPADA


Olho a cidade da minha varanda
e o caos parece um bicho bonito,
nem reza de padre velho adianta,
na mão afago o pássaro de coração aflito
e desperta a pergunta: eu morri dos sonhos de menino,
o que resta se eu vivo apenas no desatino?

Carros falam a mesma linguagem dos corpos malhados,
não, eu não sou contra o conforto e a beleza,
vivo o Amor nas fantasias mais loucas porque o estado
da insensatez recupera mais do que o brio a certeza:
a revolta é uma conquista na alma do sábio,
o imbecil prefere se corromper mudando o vestuário

É hora de ser extraterreno - como escutar gente drogada
e ladrões de infância? como acreditar na fada
se a magia é desordem e gargalha o embuste?
sombras no muro antecipam o fim, não se assuste,
de cavalo branco seriamos presas fáceis,
pelo submundo encontramos solidariedade e pão com os miseráveis
´
Muito além dos bancos e dos impérios - a dúvida:
qual o enigma no traçado do sorriso chinês?
prefiro a companhia do louco e do ladrão à morte súbita
de uma religião que promete em nome de um deus que nunca aparece, leis
não explicam ao meu filho porque não é possível ser maior do que o sonho,
por isso grafito no muro burguês: atender ao limite é tristonho

Porque o meu coração é uma espada com asas,
e a manhã do meu galope heróico é bater na porta
da mulher que eu amo mais do que a mim mesmo
e dizer: não preciso de rima p'ra ser teu poeta
porque é o meu Amor tão imenso que as estruturas
são pobres perto de tanto sentimento: meu Amor é louco, é além

deixo do lado de fora: capitalismo tardio, partidos, jornais sônicos,
tudo o que interesa é fazer amor bebericando vinho na frente da lareira,
o resto é idiônico!

Licença Creative Commons
MEU CORAÇÃO É uma ESPADA de ERIKO ALVYM é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Based on a work at erikoalvym.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://sitedepoesias.com/poesias/74856.

SE ME PERGUNTO QUEM SOU


Passam por mim carros, mas a ventania se faz dentro de mim.
Existe gente nas praças iluminadas, mas a lua sobe
apenas aonde estou mais só, como a música que nunca escutei
só faz sentido falando teu nome se me pergunto quem sou

Há passos molhados na calçada, mas a chuva despeja histórias
apenas na minha alma cabisbaixa, aonde quer que os mares
cheguem o horizonte arredonda a saudade, unicamente,
porque te Amo além da sanidade e da explicação

Aonde há sombras, salto muros e quebro janelas,
porque é o teu Amor que me ensina a liberdade,
e se ouso levantar a cabeça e dizer o que é louco e incerto,
é porque a Verdade é uma vinda que o Amor impõe ao mundo

Eu venho apenas quando a noite permite ao mito
tomar o assento da dúvida, e se ainda assim
piso nas flores esquecidas, é que deixo no peito
a chama acesa p'ra que só o Amor por Ti

mantenha vivo o homem que sonhei

Licença Creative Commons
O AMOR IMPÕE ao MUNDO de ERIKO ALVYM é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Based on a work at erikoalvym.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.poesiasonline.com/amor/o-amor-impoe-ao-mundo.html.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

EU SÓ QUERIA


Eu só queria que você entendesse o meu amor,
eu só queria, eu só queria que você
me entendesse, por amor, que só queria,
eu só quero que você veja quem sou
Eu só queria que você soubesse o quanto,
do tanto que eu dedico a você, de mim,
que só queria que você sentisse a veia
da música que toca o choro do anjo em mim
Eu só queria que você entendesse,
eu te amo não é por falar ao mundo não,
eu só queria que você entendesse,
eu te amo porque só em você eu sou o que sou de bom
Eu só queria que você ouvisse a minha alma
canta pelo sonho o que os meus olhos vêm acordados,
este amor que eu te dedico é por onde eu existo,
é só por te amar que eu me entendo em mim

Licença Creative Commons
EU SÓ QUERIA de ERIKO ALVYM é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Based on a work at erikoalvym.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.poemasdeamor.com.br/poemas/poema.aspx?id=51784.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

SÓ AMANDO SABEMOS VENCER



Como borboletas
espalho palmas
no teu jardim
brincário

Estendo o arco-íris
no teu sonho
e do lápis de cera
puxo colibris do teu despertário

quando do espelho saio
menestrelando o alaúde
dos sóis que me viram amar você
ultrapassando limites bestiários


meu amor berra borboletas vermelhas de fogo

trapaceando sortes piratas


sabendo o que sabem os reis dos ladrões
só amando sabemos vencer
loucáusticos

Licença Creative Commons
SÓ AMANDO SABEMOS VENCER de ERIKO ALVYM é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Based on a work at erikoalvym.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.poemasdeamor.com.br/poemas/poema.aspx?id=51735.

segunda-feira, 11 de julho de 2011

LEITE DERRAMADO


Dorme, meu Amor, teu sonho lindo
todo cheio de canção, dorme,
lindamente porque teu sono é uma aquarela,
e no teu silêncio o Amor se faz Maior

Dorme, porque ao te ver Sonhar eu sinto o céu,
e no leite derramado pela lua no jardim
eu recolho teu café do bico dos beija-flores,
meu Amor, o teu lado é um reino aonde tudo é bom

e a lágrima de emoção me escorrendo dos olhos
que só dizem Amor, carrega um anjo cuja oração
é o teu nome que inventa a Mulher, eu sou tão Amante
do teu sonho, que ao despertar a Verdade é mais forte

do que as fórmulas de todos os magos

Licença Creative Commons
LEITE DERRAMADO de ERIKO ALVYM é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Based on a work at erikoalvym.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://sitedepoesias.com/poesias/74395.

sábado, 9 de julho de 2011

MAPOVERBAL


O mar nunca foi azul
azul é a cor da minha voz
amanhecendo teu Amor

Licença Creative Commons
MAPOVERBAL de ERIKO ALVYM é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Based on a work at erikoalvym.blogspot.com.

MAPOVERBAL


O mar nunca foi azul
azul é a cor da minha voz
amanhecendo teu Amor

AUSÊNCIA


É no teu colo
que o meu sonho
se aninha

É no teu sorriso
que o meu senso
caminha

É na tua saudade
que eu me formo
homem

porque na ausência
você é mais minha

Licença Creative Commons
AUSÊNCIA de ERIKO ALVYM é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Based on a work at erikoalvym.blogspot.com.

PARASEMPRE


O meu Amor por Você é um parasempre ensolarado
uma dedicação tão aprazerada
que só me entendo vivo
por Te Amar Demais, assim, um assim de eternidade!

Licença Creative Commons
PARASEMPRE de ERIKO ALVYM é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil.
Based on a work at erikoalvym.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://sitedepoesias.com/poesias/74347.

terça-feira, 5 de julho de 2011

ERIKO ALVYM - ROCK, BLUES & POESIA: DV

ERIKO ALVYM - ROCK, BLUES & POESIA: DV: "Você dança o céu emocionado derrama na lágrima: oásis em flor DEV de ERIKO ALVYM é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atr..."

DV


Você dança
o céu emocionado
derrama na lágrima: oásis em flor

Licença Creative Commons
DEV de ERIKO ALVYM é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Based on a work at erikoalvym.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://sitedepoesias.com/poesias/74163.

segunda-feira, 4 de julho de 2011

ERIKO ALVYM - ROCK, BLUES & POESIA: AMAR em ALMA

ERIKO ALVYM - ROCK, BLUES & POESIA: AMAR em ALMA: "Mas se é Dia, Amar é um Infinito Maior do que a Alegria, mais do que tudo, queria dizer a você coisas do amor que só no segredo o cor..."

AMAR em ALMA


Mas se é Dia, Amar é um Infinito Maior do que a Alegria,
mais do que tudo, queria dizer a você coisas do amor
que só no segredo o coração compreende, porque Renata
é o Amor que me faz rolar nos abismos da Vontade
as fomes coloridas do fogo indecentemente apaixonado

Eu roubo morangos nos Campos do Senhor
só p'ra te pintar os lábios de desejo e carência,
logo de manhã, eu fabrico joias do Orvalho
só p'ra te ornar os pés, quando te entrego beijos
esculpidos de chamados, quando te levo na cama o café

Você, de tudo é Intensidade, nada há de tão claro e belo
na minha Vida, que não seja Você, Você é fruto
de um Amor tão devotado, que te nascer é Arte
repleta de pedidos que fazem do Amor a festa da Verdade

Ora, Renata, você é o meu sex and drug cheio de rock'n'roll,
no silêncio ousado da tua procura todo beco é oratório,
pois só no baixo das estrelas confidencio aos anjos
a rebeldia e o meu destemor de ter Você,

e por mais punido e julgado em virtude deste Amor
em tudo proibido, eu te Amo ainda assim mais do que a mim,
e se contrario a Paz amando tanto que me julgue indigno
de te receber, hei de amar ainda tão mais devotado

que se eu morrer de uma tristeza maior que o mundo
por nunca ter te amado como é mais do que sonho
o mandato ao qual me obrigo, é que no fundo
devo te amar em alma, no céu ou inferno, como saber?

a eternidade toda, pois te Amar é para mim mais do que tempo,
eu te Amo pois de te Amar existo e sou o que tento
desde que o mundo é mundo, e só posso viver
na Paz Sonhada, se te amando, tenho na minha vida o teu Amor

Licença Creative Commons
AMAR em ALMA de ERIKO ALVYM é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Based on a work at erikoalvym.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://sitedepoesias.com/poesias/74147.

sábado, 2 de julho de 2011

ERIKO ALVYM - ROCK, BLUES & POESIA: DESEJO & DEVOÇÃO

ERIKO ALVYM - ROCK, BLUES & POESIA: DESEJO & DEVOÇÃO: "Agora que o eco dos meus passos aproxima cada vez mais o meu olhar carente do teu portão posso dizer sem medo o quanto Te Amar fez ..."

ERIKO ALVYM - ROCK, BLUES & POESIA: CHEIO de SAUDADE

ERIKO ALVYM - ROCK, BLUES & POESIA: CHEIO de SAUDADE: "Porque eu te Amo tanto, meu Amor? porque sou de tal maneira apaixonado que em mim existe apenas o que é Você? Você é uma flor tão c..."

EU CONTINUO REAL no TEU AMOR


Todo Amor
que eu te dou
cabe num universo
a inventar

Ao te Amar
um sol
feito de Verdade
e Oração

sorri
o desejo
que entrego
todo teu

Você sai nua
da aquarela
da minha alma,
e faz tudo tão real

Aonde quer que eu vá,
Santiago, Havana, Berlim ou Kashemira,
o meu olhar é uma criança
que delira, que delira a tua luz em mim

E eu sigo na viagem
num aeroplano de papel,
colho uma flor de cada planeta
p'ra te agasalhar no meu peito depois do Amor

P'ra construir o teu céu
com praia e mar
levo prego e martelo
e um sonho todo bom de cantar

porque eu só existo
feito d'areia que você pisa,
e se algum vento me desfizer,
saiba, eu continuo real no teu Amor

você há de saber, na tua porta,
numa serenata maior do que o luar
piso o chão da tua existência
procurando, aonde está você

que é tão real em mim

Licença Creative Commons
EU CONTINUO REAL no TEU AMOR de ERIKO ALVYM é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Based on a work at erikoalvym.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.poemasdeamor.com.br/poemas/poema.aspx?id=51520.

DESEJO & DEVOÇÃO


Agora que o eco dos meus passos
aproxima cada vez mais o meu olhar carente
do teu portão
posso dizer sem medo o quanto Te Amar
fez de mim outro homem

Sou aquele que deixou a sombra de tudo
o que não é desejo e devoção
nos cabides dos passado
e que levantou unicamente p'ra Te Amando tanto
deparar-se com o sentido de viver
aonde é possível tocar o teu sorriso
não só com a alma, mas com a avidez da carne
e que de tanto Te Amar no silêncio de uma promessa
agora só pode existir exercendo o Amor desde o teu corpo
que desperta mais do que a cobiça
até a sua vida além de todos os limites

Porque sei te Amar tão extraordinariamente mais
do que é possível entender que se Ame
que toda a geografia consiste em te estar ao lado
para entregando tudo o que há no coração
a Você, ser pleno de um Amor ainda mais infinito
que me dê, de uma vez por todas, Você!

Licença Creative Commons
DESEJO & DEVOÇÃO de ERIKO ALVYM é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Based on a work at erikoalvym.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.poesiasonline.com/amor/desejo--devocao.html.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

CHEIO de SAUDADE


Porque eu te Amo tanto, meu Amor?
porque sou de tal maneira apaixonado
que em mim existe apenas o que é Você?

Você é uma flor tão cheia de um gosto bom,
é uma mulher tão viva no desejo que mantém vivo
o que em mim é intenso
que Te Amar este Tanto Mais
que o Amor abandona os limites
é ser inteiro e cheio de saudade
neste Amor de Sonho

que um dia eu descobri é mais que real

Licença Creative Commons
CHEIO de SAUDADE de ERIKO ALVYM é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Based on a work at erikoalvym.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.poemasdeamor.com.br/poemas/categoria.aspx?id=2.

ERIKO ALVYM - ROCK, BLUES & POESIA: BONECA de MILHO

ERIKO ALVYM - ROCK, BLUES & POESIA: BONECA de MILHO: "Ando nu no meio da multidão e vejo meus semelhantes com o rosto estampado de trevas, o alvoroço da queda da lua na beiramar espalha..."